Conheça as mudanças para MEI em 2018

O ano iniciou de maneira satisfatória para os profissionais autônomos, sobretudo, para quem é formalizado como microempreendedor individual (MEI). Isso acontece porque entraram em vigor no dia 1º de janeiro de 2018 algumas mudanças para MEI em 2018.

Entre as principais alterações nas regras para este segmento estão o aumento do teto de faturamento e a inclusão de exclusão de determinadas atividades. Portanto, se você está pensando em trabalhar por conta própria ou abrir uma pequena empresa neste ano, confira as informações a seguir!

Conheça as vantagens de ser MEI no Brasil

Basicamente, você pode trabalhar de maneira autônoma como pessoa física, mas a tributação neste contexto é bastante elevada e não compensa tanto, partindo do entendimento, claro, que você está em dia com todos os seus impostos e ainda deseja assegurar alguns direitos.

Conheça as mudanças para MEI em 2018
Conheça as mudanças para MEI em 2018

De maneira geral, um MEI desembolsa todos os meses aproximadamente 50 reais, variando ligeiramente para algumas funções, sem nenhuma taxa para se cadastrar ou emitir as guias de pagamento a cada 30 dias. Atuando como pessoa física, você poderia encarar até R$ 1000 em impostos, segundo o Portal Administradores.

Além da tributação e da emissão de notas fiscais, o MEI também conta com uma série de benefícios relevantes. Veja as principais vantagens!

1 – Não é preciso contar com o auxílio de um contador

2 – Possui direito a aposentadoria por idade ou ainda por invalidez

3 – A mulher recebe salário-maternidade normalmente

4 – Conta com auxílio-doença como qualquer trabalhador com carteira profissional assinada

5 – É possível contar com um colaborador e com tarifas menores do que a maneira convencional

6 – Declaração de imposto de renda simplificada através do próprio Sistema do MEI

7 – Abertura de conta bancária como pessoa jurídica

8 – Facilidade para criar a sua pequena empresa e adquirir CNPJ

9 – Liberação para participar de editais de prestação de serviço para governos municipais e estaduais

10 – Tudo pode ser feito pela internet no Portal do Empreendedor, desde a sua inscrição até a emissão das guias mensais e o fechamento de sua empresa

Quais são as mudanças para MEI em 2018?

A primeira das mudanças para MEI em 2018 tem a ver com o corte de algumas atividades, como, por exemplo, a função de personal trainer que não se encaixa mais nesta categoria. Mas, de modo geral, a ótima notícia é que, além dos benefícios assegurados, uma alteração essencial no teto de faturamento vai auxiliar muitos profissionais por conta própria.

Quais são as mudanças do MEI em 2018?
Quais são as mudanças do MEI em 2018?

Com as mudanças para MEI em 2018, o faturamento por ano foi ampliado em 35%. A partir deste ano, o profissional que ganha até 81 mil reais por mês, ou seja, 6,75 reais mensalmente, pode ser considerado MEI e pagar a tributação como tal. Anteriormente, o teto estava em R$ 60 mil anuais, cerca de 5 mil reais por mês.

Desta maneira, o aumento deste limite vai dar uma sobrevida às pessoas que estão próximas desta barreira, mas desejam seguir como autônomos. Além disso, as companhia que atualmente ultrapassam o teto podem mudar para essa categoria se estiverem de acordo com todas as condições.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *