Lucro Presumido: Como funciona esse formato?

Você já ouviu falar em lucro presumido? Esta é uma boa opção para arcar com os impostos de seu empreendimento. No entanto, é essencial descobrir como isso acontece e os seus pontos positivos e negativos.

De fato, a possibilidade de pagar menos impostos é bem-vinda para todos os empreendedores e empresários, uma vez que o Brasil conta com uma das taxas tributarias mais pesadas do planeta. De acordo com o Relatório de Competitividade Global, pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o sétimo colocado no ranking dos países que mais cobram impostos.

Lucro Presumido: Como funciona esse formato?
Lucro Presumido: Como funciona esse formato?

Em função disto, a características principais da tributação através do Lucro Presumido, como o próprio imposto indica, é que os impostos CSLL e IRPJ contam como base de cálculo a presunção e não o efetivo lucro contábil previsto pela companhia. Desta maneira, a Receita Federal define uma margem para cada imposto, levando em consideração o nicho da companhia.

Quais as vantagens do Lucro Presumido?

Sem sombra de duvida, a principal vantagem do lucro presumido é a efetiva economia na hora de pagar o imposto. É preciso conhecer algumas das razões para apostar neste regime, especialmente, em comparação com a categoria do Lucro Real.

Preste atenção nestes fatores do Lucro Presumido
Preste atenção nestes fatores do Lucro Presumido

Sendo assim, o cálculo dos impostos é muito mais fácil de ser feito, uma vez que existe economia em impostos quando lucro ultrapassa a presunção com alíquotas inferiores de Cofins e PIS.

Além disso, a empresa não precisa lidar com a escrituração contábil se possuir Livro Caixa com toda a movimentação financeira, inclusive bancário, segundo as orientações da Lei Federal 8.981, de 1995.

E as desvantagens do Lucro Presumido nos dias de hoje?

O grande ponto negativo do Lucro Presumido para as companhias hoje em dia se refere a possibilidade de arcar com mais tributação, caso a sua margem de lucro fique muito abaixo da presunção.

Ainda na comparação com a modalidade de Lucro Real, não é sempre que o Lucro Presumido rende as melhores condições ao empreendimento que lhe adota. Assim, é essencial que o dono da companhia avalie todas as condições para tomar a melhor decisão para a saúde financeira do seu negócio.

Preste atenção nestes fatores do Lucro Presumido

1 – Não é possível reduzir os gastos operacionais a partir da base de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), bem como da CSLL

2 – Não é acessível obter nenhum tipo de crédito fiscal baseado na forma de cálculo do PIS e também do Cofins

3 – Caso o lucro do empreendimento fique abaixo da linha indicada, o empreendedor corre o risco de arcar com uma taxa de tributação acima do necessário

4 – A distribuição do faturamento aos demais sócios se torna ligeiramente mais complexa nesta modalidade de Lucro Presumido

Avalie muito bem as suas opções

A partir de todas as informações expostas, é preciso que o empresário ou profissional autônomo pense em todas as questões envolvendo o Lucro Presumido e tenha a certeza de que esta modalidade de pagamento de imposto pode lhe ser útil. Assim, a prosperidade de sua empresa estará assegurada!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *