Pós-Graduação Regularizada no MEC: 3 dicas para se garantir

Jamais houve tantas opções de cursos de pró-graduação no cenário nacional. È possível encontrar ofertas na televisão, na internet, no rádio, nas revistas e nas redes sociais. Mas, como saber se é uma pós-graduação regularizada MEC (Ministério de Educação)?

De acordo com o Sistema Nacional de Pós-Graduação (Snpg), em uma análise de avaliações trienais de 2007, 2010 e 2013, descobriu-se um crescimento na quantidade de pós-graduação no território nacional de 45%. Por causa disto, o Conselho Nacional de Educação está cada vez mais empenhado em criar novas medidas para determinar a legislação educacional.

Pós-Graduação Regularizada no MEC:
Descubra se sua é uma Pós-Graduação Regularizada no MEC

Mas, enquanto essa nova regulamentação nacional ainda é debatida, existem três ações que o estudante pode tomar para ter certeza da qualidade e procedência do curso escolhido, bem como da instituição de ensino superior na qual pretende ingressar.

Pós-Graduação Regularizada no MEC: o que fazer para ter certeza?

1 – Nota fiscal emitida por instituição ligada ao MEC

Inúmeras faculdades e universidades que estão credenciadas pelo MEC contam com cursos em instituições menores, terceirizando a oferta de educação. Antes de assinar o contrato ou arcar com a mensalidade, é fundamental que o estudante veja se o CNPJ usado, inclusive nas notas fiscais, é realmente da instituição em que pretende fazer o seu curso.

Essa validação é relevante, uma vez que é um indicador de que a faculdade é a responsável pela qualidade, além de oportunizar o abatimento no imposto de rende. Isso acontece porque uma instituição reconhecida pelo MEC possui legitimidade para emitir a nota fiscal que gera o abatimento dentro da lei.

Mas, como organizar essa verificação para ter certeza a respeito da pós-graduação regularizada no MEC? Simples, você pode fazer tudo através do site oficial do Ministério.

2 – Verifique o Cadastro Nacional de Cursos de Pós-Graduação

Outra dica é checar as informações da instituição para ver se o curso escolhido está no Cadastro Nacional de Cursos de Pós-Graduação, no ícone Especialização, na mesma página. Essa informação é obrigatória para comprovar a regularidade do curso fornecido.

3 – Confirme a procedência da oferta de curso

Por fim, você precisa se assegurar que a universidade é a responsável pela realização das aulas. Isso pode ser feito no site da faculdade em questão, se as suas notas, freqüências e conteúdo estão acessíveis e registrados no portal próprio da EIS.

Vale investiga se o empreendimento também efetua todas as atividades acadêmicas e a escolha dos professores. Caos forem descobertos elementos suspeitos, o aluno pode tirar qualquer dúvida sobre os critérios para Pós-Graduação Regularizada no MEC através da Nota Técnica 388/2013/SERES/MEC publicada em 10/04/2015.

Pós-Graduação Regularizada no MEC:
Pós-Graduação Regularizada no MEC: faça denuncia se achar irregularidade!

Outra possibilidade é repassar todos os dados e informações colhidas para a Diretoria de Supervisão da Educação Superior (Disup) da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), nos casos monitorados por IES credenciada.

Desta maneira, você terá a chance de iniciar essa nova etapa de formação acadêmica sem nenhum tipo de desconfiança da instituição escolhida, sabendo que o seu investimento de tempo e dinheiro será compensado pela qualidade no ensino superior.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *