Declaração do Imposto de Renda 2018: Como fazer?

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2018 varia do dia 1º de março até 30 de abril. O processo pode ser realizado através de um programa disponibilizado pela Receita Federal par ser baixado no seu computador ou no seu celular. O ano base é 2017.

Declaração do Imposto de Renda 2018: Como fazer
Declaração do Imposto de Renda 2018: Como fazer

A primeira novidade é o primeiro inicial do sistema com dados das fichas que poderão ser mais importantes para o cidadão ao longo do preenchimento. Caso ele esteja recuperando dados do ano anterior, é possível usar as fichas e não iniciar totalmente do zero. Tudo para agilizar a declaração.

Declaração do Imposto de Renda 2018

Na declaração patrimonial, serão abrangidos espaços para dados complementares, como, por exemplo, localização, números e registro do veículo. Neste ano, esses dados ainda serão opcionais. No entanto, é provável que a médio e longo prazo isso seja modificado.

Neste ano, é fundamental a apresentação do CPF para os dependentes a partir dos 8 anos de idade, completados até o fim de 2017. No entendimento do Governo Federal, essa informação na Declaração do Imposto de Renda 2018 eleva a segurança do software.

Outra alteração é a chance de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as taxas do imposto, até mesmo aqueles que estão atrasadas.

Obrigatoriedade em 2018

É forçado a declarar qualquer pessoa que ganhou no ano passados rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70. Com relação a atividade rural, é preciso declarar quem obteve receita bruta superior a R$ 142.800,00.

Segundo reportagem da Agencia Brasil, a Receita Federal tem a expectativa de ter acesso, em 2018, a quase 29 milhões de declarações de pessoa física, sendo 300 mil acima do que foi registrado no ano passado.

Declaração do Imposto de Renda 2018
Declaração do Imposto de Renda 2018

Vale salientar que estão obrigadas a fazer a Declaração de Imposto de Renda 2018 as pessoas físicas que moram no Brasil e ganham rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados diretamente na fonte, desde que a soma tenha passado de R$ 40 mil.

Além disso, quem teve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens e direitos, sujeito à incidência do imposto ou que realizaram operações em bolsas de valores; que desejam compensar prejuízos com a ação rural e que obtiveram até dezembro, a posse ou a propriedade de bens e direitos que ultrapassou a taxa dos R$ 300 mil.

Vale salientar que essa obrigação também se aplica para quem passou a morar no Brasil em qualquer período de 2017 ou que escolheram a isenção do Imposto de Renda em cima do lucro de capital com a comercialização de imóveis residenciais para a aquisição de outra propriedade no Brasil, no tempo de 6 meses a partir da elaboração do contrato de venda.

Onde achar o programa para Declaração do Imposto de Renda 2018?

Agora que você já sabe quem deve e até quando precisa fazer a Declaração do Imposto de Renda 2018, basta fazer o download gratuito do programa no site da Receita Federal e seguir todas as informações, clicando aqui.


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *